21°C 26°C
João Pessoa, PB

Sociedade revela os 9 exames essenciais para a longevidade feminina

Os exames variam de acordo com as diferentes fases da vida e aspectos individuais, como vida sexual, ocupação e sinais e sintomas.

08/03/2024 às 17h43
Por: Redação Fonte: Agência Dino
Compartilhe:
ISTOCK
ISTOCK

No Brasil, as mulheres vivem, em média, sete anos a mais do que os homens, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Confira a tábua de mortalidade do IBGE). Manter essa longevidade saudável é crucial, e a chave está na realização regular de exames que contribuem para a prevenção e detecção precoce de doenças.

O câncer de mama, do colo do útero, e de intestino, diabetes, doenças cardiovasculares, acidente vascular cerebral (AVC), e distúrbios da tireoide são algumas das enfermidades que afetam as mulheres e podem ser identificadas e tratadas com sucesso por meio de exames específicos.

Continua após a publicidade

Annelise Wengerkievicz, médica patologista clínica e diretora da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial (SBPC/ML), destaca a importância dos exames de rotina.

"Os exames variam de acordo com as diferentes fases da vida e aspectos individuais, como vida sexual, ocupação e sinais e sintomas. Além dos testes laboratoriais, a mamografia é crucial para a detecção do câncer de mama, sendo fundamental a orientação médica para uma interpretação correta dos resultados", ressaltou. 

Exames essenciais para a saúde da mulher

Manter uma rotina de exames é a melhor forma de investir na própria saúde e garantir uma vida plena e duradoura. A especialista da SBPC/ML destaca os exames essenciais para a saúde feminina. "A Colpocitologia oncótica (Papanicolau) é indicada para rastreio do câncer de colo de útero, e este exame ajuda a detectar lesões precursoras ou câncer em estágio inicial, potencializando o tratamento e aumentando as chances de cura", explica. De acordo com a médica, a frequência pode ser reduzida para a cada três anos em casos de resultados negativos consecutivos.

Outro exame apontado por Annelise, é a Pesquisa de HPV de alto risco. "Recentemente incluído nas recomendações, este exame possui sensibilidade superior ao Papanicolau, auxiliando na detecção precoce do câncer de colo de útero", explica. Annelise esclarece que a sua periodicidade pode ser reduzida em casos de resultado negativo, mas sempre com orientação médica.

A Sorologia para hepatite e HIV também são essenciais para diagnóstico precoce. "Esses testes de sangue são fundamentais para iniciar o tratamento o quanto antes, garantindo qualidade de vida. Diante de situações de risco, deve-se investigar sempre que possível", lembra a médica. 

Outros exames mais corriqueiros, mas que muitas pessoas não fazem ao menos anualmente, como dosagem de Glicemia de jejum, Colesterol e Triglicerídeos são indispensáveis para detectar diabetes, doenças cardiovasculares e Acidente Vascular Cerebral (AVC)."Esses exames são realizados por meio de coleta simples de sangue, com periodicidade variável conforme as condições e histórico da paciente", esclarece a médica. 

Já o exame do hormônio tireoestimulante (TSH), que é produzido pela hipófise, é indicado para detectar distúrbios da tireoide. "  Essa glândula localizada na parte anterior do pescoço,  é responsável por produzir os hormônios T3 e T4, que atuam no controle do organismo. "Este exame também é realizado por meio de coleta de sangue", explica Annelise.

Pesquisa de sangue oculto nas fezes é outro exame de suma importância. "É indicado anualmente a partir dos 45 anos e ajuda a diagnosticar o câncer de intestino, uma preocupação crescente entre as brasileiras", finaliza a  médica patologista clínica.

 

Sobre a SBPC/ML - A Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial é uma associação de direito privado para fins não econômicos, fundada
em 31 de maio de 1944. Tem como finalidades congregar Médicos, portadores do Título de Especialista em Patologia Clínica/Medicina Laboratorial e Médicos de outras especialidades, regularmente inscritos nos seus respectivos Conselhos Regionais de Medicina, e pessoas físicas e jurídicas que, direta ou indiretamente, estejam ligados à Patologia Clínica/Medicina Laboratorial, e estimular sempre o engrandecimento da Especialidade dentro dos padrões ético-científicos. Entre associados estão médicos patologistas clínicos e de outras especialidades (como farmacêuticos-bioquímicos, biomédicos, biólogos, técnicos e outros profissionais de laboratórios clínicos, estudantes de nível universitário e nível médio). Também podem se associar laboratórios clínicos e empresas fabricantes e distribuidoras de equipamentos, produtos e serviços para laboratórios. Ao longo das últimas décadas a SBPC/ML tem promovido o aperfeiçoamento científico em Medicina Laboratorial, buscando a melhoria contínua dos processos, evolução da ciência, tecnologia e da regulação do setor, com o objetivo principal de qualificar de forma permanente a assistência à saúde do brasileiro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
João Pessoa, PB
22°
Parcialmente nublado

Mín. 21° Máx. 26°

23° Sensação
1.54km/h Vento
100% Umidade
100% (6.33mm) Chance de chuva
05h32 Nascer do sol
05h18 Pôr do sol
Dom 27° 22°
Seg 27° 22°
Ter 26° 22°
Qua 26° 23°
Qui 26° 21°
Atualizado às 05h03
Publicidade
click aqui para testar o serviço de IPTV
Economia
Dólar
R$ 5,60 +0,00%
Euro
R$ 6,10 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 394,946,12 -1,24%
Ibovespa
127,616,46 pts -0.03%
Publicidade
Publicidade
Publicidade