05/10/2017 08:03

Sete açudes da Paraíba estão com volume de água ‘zerado’, diz Aesa

Juntos, eles têm capacidade para guardar mais de 107,8 milhões de metros cúbicos d...

Juntos, eles têm capacidade para guardar mais de 107,8 milhões de metros cúbicos de água, mas estão totalmente secos.

Sete açudes da Paraíba estão com volume de água ‘zerado’, diz Aesa

Sete açudes da Paraíba estão com volume de água zerado nesta quarta-feira (4), de acordo com dados da Agência Executiva de Gestão das Águas na Paraíba (Aesa). Juntos, eles têm capacidade para guardar mais de 107,8 milhões de metros cúbicos de água, mas estão totalmente secos. Veja a lista completa abaixo.

O maior deles é reservatório Cordeiro, no município do Congo, fica na bacia do Alto Curso do Rio Paraíba, onde choveu 60% menos do que a média histórica para a região este ano. Sozinho, o açude tem capacidade para acumular quase 70 milhões de metros cúbicos.

O parâmetro da Aesa para considerar um açude em situação crítica é que ele esteja com menos de 5% de sua capacidade. A última vez que o Cordeiro registrou esse patamar foi em abril de 2015. E o volume de 20%, para sair da situação de observação, não é atingido desde abril de 2013.

Já o reservatório Caraibeiras, na cidade de Picuí, é o que está nesta situação há mais tempo, com o volume zerado desde agosto de 2013. A última vez que o açude esteve cheio foi em abril de 2008, há nove anos e meio. Em outros quatro, o volume chegou a zero em setembro.

Dois açudes sangrando

No outro extremo, dois açudes estão sangrando nesta quarta-feira: São José II, em Monteiro, e Olho D’água, em Mari. Enquanto isso, o Epitácio Pessoa, em Boqueirão, atingiu 8,66% de seu volume nesta quarta-feira.

A bacia hidrográfica que está em melhor condição é a do baixo curso do rio Paraíba que, além do Olho D’água, também inclui o açude de Marés, em João Pessoa, que está com 96,5% do seu volume. A bacia de Camaratuba, com um único açude, o de Suspiro, em Serra da Raiz, acumula 70% de seu volume. Entre os 12 demais, o máximo acumulado é de 13%.

Reservatórios com volume zerado, de acordo com Aesa

  • Algodão, em Algodão de Jandaíra, zerado desde 5 de outubro de 2015
  • Curimataú, em Barra de Santa Rosa, zerado desde 13 de setembro de 2017
  • Covão, em Areial, zerado desde 14 de julho de 2017
  • Emídio, em Montadas, zerado desde 13 de setembro de 2017
  • Cordeiro, em Congo, zerado desde 13 de setembro de 2017
  • Caraibeiras, em Picuí, zerado desde 20 de agosto de 2013
  • Soledade, em Soledade, zerado desde 27 de setembro de 2017


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.