Justiça Federal condena ex-prefeito de Livramento por fraude em licitação
22/03/2017 15:19

Justiça Federal condena ex-prefeito de Livramento por fraude em licitação

A Justiça Federal condenou o ex-prefeito de Livramento, José de Arimatéia Anastác...

A Justiça Federal condenou o ex-prefeito de Livramento, José de Arimatéia Anastácio, por mais uma fraude em processo licitatório realizado em sua gestão quando era prefeito da cidade. José de Arimatéia foi condenado a pedido do Ministério Público Federal por fraude na construção de 30 unidades habitacionais para famílias carentes de Livramento.

Segundo o MPF, o ex-prefeito José de Arimatéia fracionou indevidamente o convênio em duas licitações diversas, fraudando o processo com particulares que administravam empresas ‘fantasmas’ convidadas. Os elementos apurados pelo MPF estão contidos na Operação I-Licitação deflagrada pela Polícia Federal.

Um dado que chama a atenção neste processo é que o MPF confundiu o ex-secretário de finanças à época, Anchieta Anastácio, com seu tio José Anastácio Lima, que era apenas membro da Comissão de Processo Licitatório. Este foi arrolado ao processo pelo MPF como sendo secretário de finanças e só por isso foi absolvido, segundo a própria sentença judicial.

Foram ao todo condenados o ex-prefeito José de Arimatéia, o ex-engenheiro da Prefeitura Flávio Nunes de Sousa, Marcos Tadeu, ex-construtor e delator do esquema, e Divaildo Casado, ex-construtor. O ex-prefeito José de Arimatéia e demais réus foram condenados a devolução de todo o recurso da obra, algo em torno de 165 mil reais, mais perda dos direitos políticos por 5 anos e proibição de contratar com o serviço público. José ainda foi condenado à multa individual de R$ 30 mil.
 
 
De Olho no Cariri


x Close

Curta nossa Página!