Grupo armado bloqueia rodovia e explode carro-forte no Sertão da PB
21/12/2016 09:16

Grupo armado bloqueia rodovia e explode carro-forte no Sertão da PB

Suspeitos usaram veículos de grande porte para bloquear rodovia.  Carro foi exp...

Suspeitos usaram veículos de grande porte para bloquear rodovia.  Carro foi explodido e ficou atravessado na BR-230, entre Pombal e Sousa.

Homens instalaram placa de aço para proteger carro em troca de tiros (Foto: Felipe Valentim/TV Paraíba)

Homens instalaram placa de aço para proteger carro em troca de tiros (Foto: Felipe Valentim/TV Paraíba)

Um carro-forte usado para transporte de valores foi explodido na tarde desta terça-feira (20), na BR-230, entre os municípios de Pombal e Sousa, no Sertão paraibano. De acordo com a Polícia Militar, homens armados usaram carros de grande porte para bloquear a passagem do veículo. O carro-forte foi explodido com dinamites e a Polícia Civil confirmou que o veículo estava abastecido e a quadrilha levou o dinheiro, mas o valor não foi informado pela empresa.

De acordo com a Polícia Militar de Pombal, a explosão ocorreu por volta das 14h40 (horário local). O veículo foi explodido ainda na rodovia e ficou atravessado na pista, destruído.

Depois de uma troca de tiros entre os quatro seguranças e os suspeitos, os funcionários da empresa pararam o carro-forte e fugiram para um matagal. Instantes depois, a explosão foi ouvida. Nenhum dos seguranças ficou ferido.

A Polícia Militar também confirmou que um veículo Renault Duster, provavelmente usado pelo grupo, foi queimado em uma estrada que liga a BR-230 ao município de São Domingos de Pombal. A polícia acredita que o grupo utilizou estradas vicinais para fugir. Até as 18h30 (horário local) desta terça-feira, ninguém foi preso.

Carro preparado
Um detalhe que chamou a atenção dos policiais é que o carro utilizado pelos suspeitos foi preparado para uma situação de confronto com tiros. Na parte de trás do veículo foi instalada uma placa de aço, com três aberturas. A polícia acredita que a placa foi instalada para proteger os suspeitos em caso de perseguição. Segundo o delegado Carlos Ceabra, as três aberturas serviriam para os homens sacarem as armas para atirar em que estivesse perseguindo eles.



x Close

Curta nossa Página!