Empreendedorismo é tema de aula para cerca de 3 mil estudantes de escolas públicas
03/04/2017 19:25

Empreendedorismo é tema de aula para cerca de 3 mil estudantes de escolas públicas

A cultura empreendedora vai entrar na rotina de mais de 2,5 mil alunos dos ensinos fu...

A cultura empreendedora vai entrar na rotina de mais de 2,5 mil alunos dos ensinos fundamentais, médio e superior da Paraíba. Ao longo deste ano, estudantes do Litoral ao Sertão do Estado terão aulas sobre noções de empreendedorismo em escolas e universidades. A ação faz parte do Programa Nacional de Educação Empreendedora (PNEE) promovido pelo Sebrae Paraíba, em parceria com o poder público e instituições de ensino superior.

No ano passado, foram qualificados mais de 500 professores que trabalharam o empreendedorismo dentro das salas de aula com mais de 5 mil alunos do ensino fundamental e médio de 30 escolas municipais e estaduais. De acordo com a analista técnica do Sebrae Paraíba e gestora de Educação Empreendedora do Sebrae Paraíba, Socorro Vasconcelos, o PNEE tem o objetivo ampliar, promover e disseminar a educação empreendedora nas instituições de ensino, por meio da oferta de conteúdos de empreendedorismo nos currículos.

“Nosso foco são os estudantes, mas, como estratégia, atuamos com os professores. Costumo dizer que esta é uma parceria de especialistas: o Sebrae especialista no tema Empreendedorismo e os professores especialistas em sala de aula. Os professores são capacitados pelo Sebrae para trabalhar com a metodologia em sala junto aos estudantes”, explicou Socorro Vasconcelos.

A analista disse que as ações do programa estão direcionadas para todos os níveis de ensino da educação formal, oferecendo metodologias renovadas voltadas para formação de estudantes, denominados potenciais empreendedores e identificados como público-alvo do Sebrae. No ensino fundamental, o trabalho é voltado para crianças entre 6 e 14 anos. Já no ensino médio, as atividades são direcionadas para adolescentes na faixa etária de 14 a 18 anos.

“Com este trabalho, o Sebrae pretende contribuir para a construção de um novo perfil de estudante, propondo metodologias educacionais que têm como base a educação por competências contextualizadas com o atual cenário socioeconômico, considerando, também, que a maior parte dos jovens matriculados no ensino formal, sobretudo no ensino médio, não podem esperar concluir o ensino superior para serem considerados “aptos” a terem uma vida produtiva ativa. Eles precisam ter na educação básica uma formação que possibilite encontrar oportunidades para escolher seu próprio caminho e garantir um desenvolvimento contínuo”, destacou.

No ano passado, projeto de Educação Empreendedora do Sebrae Paraíba no ensino fundamental foi realizado em escolas das cidades Alcantil, Prata, Água Branca, Teixeira, Solânea , Sossego, Dona Inês, Frei Martinho, Pedra Lavrada, Bananeiras, Salgadinho, Cajazeiras e Caaporã. Já ações com alunos do ensino médio aconteceram em escolas de João Pessoa, Uriraúna, Cajazeiras, Cachoeira dos Índios, Poço José de Moura, Poço de Dantas, Bom Jesus, Juripiranga, Ingá, Zabele, Pariri, São João do Cariri, Gurjão, Sumé, Serra Branca, Prata, Monteiro e Camalaú.